sábado, 22 de dezembro de 2007

BOM NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO

A MAGIA TRICOLOR DESEJA A TODOS OS ESTRELISTAS UM BOM NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO.

Benfica 3-0 Estrela


Estrela 0-1 V. Setúbal

Derrota do nosso Mágico mas bom apoio na Bancada. Cerca de 35 elementos animaram o Sector Tricolor no lado oposto muita gente que veio da outra banda aqui ficam algumas fotos da Magia Tricolor e do povo de Setubal.

Jantar de Natal da Magia Tricolor

Foi no Del Negro o nosso Jantar de Natal deste Ano apenas 15 Alminhas foram ao Jantar mas não faz mal deu perfeitamente para fazer a festa e malhar no Álcool. A todos os Presente um Obrigado e Um Feliz Natal para todos.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Belenenses 0-0 Estrela


Foi praticamente uma vergonha ir ver Futebol assim de ambos os lados, os Guarda Redes mais um bocado e podiam morrer de Frio.
Mas a verdade é que um empate não é mau para o nosso Mágico.
A nível de apoio o Estrela esteve muito bem representado, o Belém também mas a motivação estava toda no nosso lado, praticamente cerca de 40 sócios e mais uns 30 adeptos do estrela no estádio, o pessoal da "claque" não parou de apoiar o clube mesmo a jogar daquela maneira.
Os elementos da Magia Tricolor deslocaram se em carros particulares e a maioria na Camioneta 113.
Deixamos algumas fotos e Vídeos. P.S: Aos que estiveram no Restelo Parabens. Continuem...
video
video
MAGIA TRICOLOR 2005

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Estrela 2-2 Porto








Foi um jogo que trouxe alegria nas bancadas dos adeptos tricolores apesar de ser apenas nos ultimos minutos, mas valeu apena. Foi um bom resultado empatar com os Campeões de Portugal e a tar a perder 0-2 até aos ultimos minutos.


Nas bancadas muito movimento da parte dos Portistas muita gente a puxar pelo Porto já do nosso lado o mesmo sócios que não apoiam a equipa, apenas a Magia Tricolor com os seus 30 elementos a tentar puxar um bocado pelo Mágico Estrela.


E. Amadora-F.C. Porto, 2-2

Daúto Faquirá aos microfones da Sport TV, após o 2-2 da Reboleira:

«O jogo era difícil e as minhas palavras antes da partida eram para espicaçar e moralizar a minha equipa. Na primeira parte exposemo-nos pouco em termos espaciais. A perder arriscámos um pouco mais e acábamos por presentear os nossos poucos adeptos, havia mais do Norte, com um resultado justo.
A minha equipa foi estável e estávamos a jogar contra o FC Porto. Fomos dançando ao som da música que o FC Porto permitiu. Na primeira parte, o FC Porto fez um golo, mas até lá não tinha feito nada para isso. O Estrela da Amadora manteve-se coeso, os jogos têm 90 minutos, e era extremamente difícil. Mas provou-se que com as estratégias adequadas podíamos vencer.»


O F.C. Porto continua sem vencer na Reboleira desde 2001. Um empate por 2-2 conquistado pelo Estrela nos últimos cinco minutos, num jogo onde os portistas dominaram, mas onde acabaram por sair penalizados pela gestão madrugadora que fizeram da vantagem (2-0). O F.C. Porto deixou-se empatar e nas últimas duas jornadas cedeu quatro pontos para o Benfica.


«Podemos encostar o F.C. Porto às cordas.» Esta foi uma das afirmações de Daúto Faquirá na antevisão da recepção aos portistas, mas atitude do E. Amadora só aconteceu nos últimos cinco minutos.

O técnico tricolor reservou várias surpresas no onze, que na prática foram desagradáveis numa equipa que não perdia no José Gomes desde 2001. A ausência de Fernando (oito jogos como titular) no Estrela da Amadora foi justificada com uma suposta lesão sofrida no treino de sexta-feira. A verdade é que o jogador emprestado pelo F.C. Porto não foi utilizado, tal como Luis Aguiar (quatro jogos como titular), o outro dragão que está cedido à equipa da Amadora, também ele ausente por lesão.

Daúto proporcionou as estreias absolutas de Marcelo Goianira (médio defensivo) e Hélder Cabral (lateral-esquerdo) na equipa, e deu a primeira titularidade de Moreno (médio-esquerdo). Nenhum acrescentou qualidade ao futebol tricolor e foram os portistas que tiveram todos os espaços para brilhar.


com Lucho regressado à equipa (saiu Cech do onze que venceu o Marselha), o F.C. Porto mandou no jogo.

O primeiro golo do jogo surgiu aos 24 minutos, por Lisandro Lopéz. Quem mais poderia ser? O argentino recebeu um cruzamento de Raul Meireles, na esquerda do ataque, de costas para a baliza ganhou a Hélder Cabral e entre o estreante e Maurício rodou e rematou à baliza. A bola ainda bateu no poste direito da baliza de Nélson antes de entrar. Lisandro apontou o nono golo em nove jogos nesta Liga.


Aos 39 minutos o árbitro teve opinião diferente da dos portistas, que reclamaram expulsão de Anselmo, mas João Ferreira considerou que a falta do avançado sobre Helton, na área, não era merecedora de cartão.




Marcar o segundo e sair do jogo

No início da segunda parte Daúto Faquirá fez duas alterações: tirou Marcelo Goianira e Yoni e fez entrar Mateus e Jeremiah.

Lucho, Quaresma, Meireles e companhia continuaram a trocar bem a bola e o segundo golo surgiu aos 49 minutos. Lucho entrou bem pela direita, cruzou para Quaresma que, no lado oposto, de costas para Raul Meireles assistiu o camisola 16 que, com um remate forte, bateu Nélson. A bola ainda bateu num defesa antes de entrar.

A vencer por 2-0 os portistas consideraram que a vitória estava garantida e como que deixaram de jogar. Jesualdo Ferreira decidiu poupar Lucho aos 69 minutos e substituiu El Comandante por Bolatti. Daúto respondeu com a saída do «apagado» Moreno, fazendo entrar Ndiaye.

Em campo o futebol caiu de qualidade e o F.C. Porto como que esperava pelo apito final, mas esqueceu-se que o jogo só acaba aos 90 minutos.

Assustar e ser premiado nas bolas paradas

O Estrela só criou perigo nas bolas paradas. Aos 80 minutos, na marcação de um livre, da esquerda, Maurício rematou muito forte ao ferro da baliza de Helton. A reviravolta do jogo aconteceu aos 85 minutos, também na esquerda do ataque, na marcação de um livre. Mateus marcou o livre, Maurício de cabeça bateu Helton e fez o 1-2.


Jesualdo Ferreira voltou a gerir o esforço dos titulares aos 87 minutos tirando Raul Meireles para a estreia de Kaz no campeonato, e pouco depois aconteceu o impensável: o Estrela empatou.


Stepanov puxou a camisola de Jeremiah na área (89m). João Ferreira assinalou o penalty e Mateus chamado a converter não falhou e garantiu o 2-2 final.


in maisfutebol

FORÇA ESTRELA

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

ESTRELA vs Porto
Domingo pelas 20:45

TODOS AO ESTÁDIO!!!

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Académica-E. Amadora, 3-3















Excelente espectáculo de futebol em Coimbra, com seis golos e oportunidades a rodos. Estádio bem composto, tarde de primavera e duas equipas ao ataque desde o apito inicial. O prémio maior fica, no entanto, para Lito, que esta tarde valeu por três e apontou o primeiro «hat trick» da Liga Bwin. Insuficiente, ainda assim, para dar a vitória à sua equipa, numa partida de loucos, com as defesas a parecerem gelatina e os remates certeiros a surgirem como quem come cerejas.





O Estrela, pese a condição de visitante, começou melhor, com Jeremiah (uma surpresa no onze, em dia de estreia absoluta com a camisola tricolor) a visar os ferros da baliza de Pedro Roma logo aos três minutos, já depois de uma tentativa de chapéu do colega Yoni, apenas anulada graças à rápida intervenção de Orlando. A Briosa responde quase de imediato e também envia uma bola ao poste, por Joeano, mas é definitivamente o conjunto estrelista que está na mó de cima e volta a acertar na moldura da baliza de Roma, desta feita por Marco Paulo. É tudo? Nem por isso. Na jogada seguinte, por ironia, é a Académica que inaugura o marcador, por Lito, depois de um passe magistral de Pavlovic, a rasgar a defesa amadorense.
na posição de vencedores, os estudantes falham a oportunidade de dilatar o marcador (Joeano anda tão perdulário...) e é quando estão assumidamente na melhor fase que o Estrela, num grito de revolta de Maurício, chegou ao empate. A segunda parte começa praticamente com o «bis» de Lito, letal a aproveitar um livre do recém-entrado Hélder Barbosa. Os estudantes voltam à posição de vencedores, sem nada terem feito para isso, mas graças à inspiração em particular de um jogador que parecia andar escondido. Mas esta era, definitivamente, a tarde de Lito. A forma como inicia e conclui a jogada do terceiro golo é disso exemplo. Simples, fácil e eficaz. Em abono da verdade, o 3-1 era um duro castigo para os estrelistas e estes fizeram questão de o mostrar: Anselmo, qual Maradona, pegou na bola, ganhou sucessivos dribles e só parou quando meteu a bola na baliza de Pedro Roma. A jogada pode, todavia, ter ficado ferida por uma ilegalidade, já que, no lance imediatamente anterior, os estudantes pediram canto e parece ter havido um erro do auxiliar Sérgio Lacroix.





Académica joga pelo seguro mas é surpreendida
A perigosa aproximação do Estrela no marcador fez soar o alarme no banco da Briosa. Paulo Sérgio entrou justamente para estancar qualquer ameaça adicional dos amadorenses e escusado será dizer que os instantes finais foram de muitos nervos para os adeptos locais, até porque Luís Reforço, entretanto, complicou a sua exibição com diversas decisões polémicas.
A Académica, mais uma vez, não conseguiu ampliar a vantagem e, de uma forma talvez um pouco injusta, mas que castiga a forma como não soube defender, viu o Estrela chegar ao 3-3, num estilo muito em voga esta época para os lados da Luz.

Na deslocação a Coimbra foram só cerca de 6 elementos da claque para a viagem juntamente com os outros adeptos do Mágico, mas xegou para fazer a festa toda e conhecer mais um bocado de Coimbra, ainda antes de irmos para o jogo estivemos na sede da Mancha Negra a beber umas Águas e a fazer algum convívio.


Abraços a Todos...

terça-feira, 30 de outubro de 2007

Deslocação a Coimbra!!!


Já estão abertas as inscrições para a deslocação a Coimbra na Secretária do Clube ate Sexta Feira o Preço é 12.5€ Bilhete e viagem !




TODOS A COIMBRA!!!!

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Estrela 0 - 0 Boavista





video
Mais um jogo do nosso Mágico em casa e a Magia Tricolor não faltou cerca de 30 elementos apoiaram a equipa com toda a força. Tivemos muitos bons momentos neste jogo. Deixamos vós com umas fotos antes das equipas entrarem.




E. Amadora-Boavista, 0-0 (crónica)

Este Boavista está no penúltimo lugar? A equipa que Jaime Pacheco apresentou esta tarde na Reboleia não tem cara de mal classificada, mas... continua sem vencer. Soube pensar o jogo e soube trocar as voltas ao adversário, sobretudo na primeira parte. Só não soube encontrar o caminho da baliza, não por falta de jeito, mas porque a sorte preferiu bater à porta de Nélson.
Estrela e Boavista empataram, assim, esta tarde a zero, num jogo que começou por prometer e acabou por desiludir. O Estrela havia dito, na véspera, que não ia deixar enganar-se pelos maus resultados do Boavista, mas, certamente, não estaria à espera de um oponente no máximo sentido da palavra. Mateus foi a mais-valia na frente axadrezada que os amadorenses não tiveram, os principais lances de perigo nasceram dos seus pés, e se Bangoura poupasse os companheiros, bem como os espectadores, a teatrinhos desnecessários na área adversária, talvez tivesse tido melhor fortuna. Estes dois, aliás, logo aos sete minutos, deram um ar da sua graça, com Mateus a fazer todo o trabalho sujo e Bangoura a cair na área e reclamar grande penalidade.
Em casa, o Estrela sentia dificuldades em assumir o jogo, em controlar o meio-campo e não raras vezes teve de ser o capitão, Maurício, por sinal central, a empurrar o jogo para a frente. Aos 25 minutos, por exemplo, aventurou-se pelo terreno acima e só parou lá na frente para passar o testemunho a Anselmo, que perdeu a jogada para Mário Silva.
Dois minutos depois, a mesma dupla amadorense viu-lhe ser negado o golo, por alegado fora-de-jogo do avançado. Maurício cabeceou à baliza de Carlos, Anselmo, oportuno, quis certificar-se que a bola entrava. Ela entrou, mas Paulo Costa anulou. O lance é duvidoso, mas ninguém pareceu interessado em protestar.
A caminho do intervalo, foi a vez de Nélson negar o golo a Mateus, depois do atacante rematar contra as pernas do guarda-redes, numa jogada com muitos intervenientes.
No balneário o Estrela compreendeu que precisava fazer mais e melhor se queria vencer e, ouvidos dados ao treinador, entraram mais decididos na segunda parte. Foi, no entanto, o Boavista, quem esteve perto de marcar, desta feita por Grzelak, cujo remate, junto ao poste esquerdo da baliza de Nélson, foi travado pelos pés do guarda-redes.
Mas se os primeiros minutos da etapa complementar prometiam, não demorou muito a perceber-se que o bom da primeira parte esfumara-se na segunda. Futebol de pouca qualidade, arbitragem idem, faltas e cartões a mais. O tudo por tudo das três equipas em campo.
A terminar, uma bola ao poste de Jorge Ribeiro, que se tivesse entrado garantia justiça ao resultado


in mais futebol



TODOS A COIMBRA!!!

sábado, 27 de outubro de 2007

O Novo Fórum da Magia Trcolor

O novo Fórum da Claque já esta activo, deixovos aqui o endereço.
E que sejam activos no Forum para um melhor funcionamento da claque, por isso deixem as vossas opiniões e o que vós apeteçer.
http://www.forum.clickgratis.com.br/magiatricolor

MAGIA TRICOLOR 2005

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Estrela vs Boavista

28/10/200Estrela vs Boavista
Domingo pelas 16h Sócios MT (Cota 2007) Borla

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

T-Shirts MT


Primeiras T- Shirts da Magia Tricolor já estão a venda.
Preços:
12€ Sócios
13€ N/Sócios
Tamanhos
M
L
XL

domingo, 21 de outubro de 2007

Novo Pano da MT Brandoa







Ficou concluído o Pano da Magia Tricolor do Núcleo da Brandoa todo ele feito a Mão e quem sabe n se altere mais alguma coisa mas para melhor é claro.

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

História do Nosso Clube

C.F. ESTRELA DA AMADORA

Ao cuidado da claque: Magia Tricolor


Disponibilizei-me para relatar a forma como nasceu o nosso querido clube. Antes de iniciar a narrativa convém dizer que o faço com enorme prazer, na esperança que dentro do vosso Grupo, apareça meia de dúzia de outros Augusto Santos "Cuca" que adora o clube devotadamente, com o devido respeito por todos, devo dizer que o ESTRELINHA representa para mim "A menina dos meus olhos".

Posto isto, vamos à História.
Decorria o mês de Janeiro do longínquo Ano de 1932; quando um Grupo de jovens (7) se reuniram na Tasca do Zé D´ ABREU, para fundarem ou formar um Clube Desportivo. Isto passou-se no Dia 22 de Janeiro de 1932 "Os 7 magníficos" eram: Júlio da Conceição, António Carreira, José da Vitela, Vitorino das Águas e Cecílio de Oliveira. Todos eles já não pertencem ao mundo dos vivos. O último a deixar-nos, foi o amigo Júlio da Conceição, de longe o mais carismático de todos os fundadores. Foi o Sócio nº1, durante 74 anos. A Tasca do Zé d´Abreu;(extinta) era na antiga Porcalhota, esquina ou Gaveto com a estrada da Falagueira.
O nome do Clube foi escolhido por Júlio da Conceição e de uma forma, originalíssima. Era início de uma noite Estrelada, Ti-Júlio olhando para o céu disse para os restantes companheiros "Já temos nome para o nosso Clube " apontando para as Estrelas disse; "Vai chamar-se Estrela Futebol Clube" e todos concordaram.
Só em 1941, o nosso Clube foi Registado na Conservatória do Registo Central de Lisboa, já com o actual nome CLUBE FUTEBOL ESTRELA DA AMADORA.
Militámos nas Divisões Distritais 37 Anos, só em 1978, Subimos a 3ªDivisão Nacional.
10 Anos depois, isto em 1987/1988 a grande meta foi atingida 1º Divisão Nacional.
De degrau em degrau, o Estrela, construía alianças e, fazia-se respeitar e em Junho de 1990 No estádio Nacional (Jamor) Alcançou o seu maior feito da história vencendo a Taça de Portugal frente ao Farense Final e Finalíssima:
FINAL: Estrela 1-1 Farense
(Nelson Borges) (Fernando Cruz)

FINALÍSSIMA: Estrela 2-0 Farense
(Paulo Bento na 1ª Parte e na 2ªParte um golo espectacular de Ricardo um chapéu de Aba-larga ao Guarda Redes, Lemajic)

Foi das Finais mais linda que o Jamor teve em toda a sua existência.
O Estrela, nesta altura em Portugal, era o Clube da Moda, participámos na Taça UEFA 90/91, eliminámos os Suíços do Neuchatel 1-1 na Suíça (golo de Valério) e 0-0 na Reboleira.
Na eliminatória seguinte fomos eliminados pelos Belgas do Standard de Liegea.

No decorrer dos seus 75 Anos de existência, o Estrela teve três Presidentes de Direcção, que merecem ser referenciados neste Texto:

1º JOSÉ FEITEIRA DA SILVA
2º JOÃO JOSÉ DA CONCEIÇÃO GOMES
3º O actual ANTÓNIO OLIVEIRA

Todos eles fizeram coisas muito importantes para o desenvolvimento do clube, tudo relacionado com as respectivas épocas.
No entanto é de bom senso referir todos os restantes presidentes que serviram e honraram Os Ideais do C.F. Estrela da Amadora.

Fica aqui em traços largos alguns detalhes da história do Estrela da Amadora.

Faço votos que a Magia Tricolor engrosse a sua coluna de apoio ao porta estandarte da cidade da Amadora


Texto Original do Sócio nº64
Augusto Henriques dos Santos "Cuca"


Com saudações Estrelistas para o Presidente da Câmara Sr. Joaquim Raposo e para todas as Forças Vivas da nossa querida Cidade.

VIVA-O-ESTRELA
12/10/07

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Tempo para um Jogo de Treino

O nosso Estrela jogou ontem (Quinta Feira) com o Atlético num jogo de Treino entre as 2 equipas visto a paragem do campeonato. A claque simplesmente assistiu a partida cujo o resultado foi 3-1 para o Estrela ,nesse dia o nosso grande Jogador Rui Duarte fez anos então estivemos com o Jogador na nossa casinha e oferecemos lhe um cachecol, o qual ele fez questão de que o pessoal da claque assinasse, e o Presente claro foi a rodada para quem la esteve, paga pelo Aniversariante - PARABÉNS RUI ...


quarta-feira, 10 de outubro de 2007

A nossa Ida a Leiria!!!

Domingo dia 23 de Setembro pelas 10horas da manhã lá iamos nós direitos a Leiria para ver o Estrela mas como nos fomos no Autocarro dos Sócios do Estrela e da claque apenas eramos uns 8 elementos tivemos de ir mais cedo e ainda por cima o jogo era as 19:45 mas ok valeu apena!!!
Por Nosso Espanto dizem nós que vamos para ainda em Obidos para um passeio, e pronto Obidos ficou mais colorido obvio, até fomos a igreja pra ver se nós dava mais sorte po nosso Estrela; mas correu tudo bem em geral. Ficam aqui umas fotinhas de Obidos...
Então seguimos para Leiria!
Andamos e Andamos para encontrar um restaurante para comer mas la encontramos um a Maneira, os cafes foram todos pagos pelo Nelinho que fazia anos nesse dia!E de seguida do Almoço ainda fomos dar umas partidinhas de futebol com algum pessoal de Leiria num Relvado que encontramos.Ficam as fotos!!!E já se aproximava a hora do jogo, fomos pra uma esplanada que assim só por acaso era só boa gente do sexo femenino, e faltava 30 minutos para o jogo e fomos po estádio entramos e rebentamos os 8 apenas sempre a dar o nosso melhor pelo Mágico Estrela , no estádio tavam cerca de 50 pessoas do estrela. Mais umas fotos e que para a proxima deslocação tragámos os 3 pontos pa Reboleira.
Leiria 0 -0 Estrela